Sua versão do navegador está desatualizado. Recomendamos que você atualize seu navegador para uma versão mais recente.

 VERSÃO em PDF

nossos parceiros

Visite nossa página no facebook

PANDEMIA

Por Ricardo Amaral e Rodrigo Vasconcelos

Publicado em 24/12/2015

 

O mundo está sofrendo com a rápida proliferação de quatro terríveis doenças em determinadas regiões do globo. Cabe a nós, renomados profissionais das mais diversas áreas, juntar esforços para combatê-las e assegurar a sobrevivência do ser humano na Terra. Claro que isso é ficção, porém cada vez mais algo nesse sentido se torna provável pelos mais diversos fatores. Então, porque não discutir essa questão com seus alunos?

 

Figura 1: A caixa do jogo

 

Publicado em 2008 (em português, no Brasil, em 2015), Pandemia é um jogo cooperativo em que buscamos encontrar a cura para quatro doenças, antes que o grau de infecção chegue à um ponto irreversível. Comporta até 4 jogadores e a partida tem duração média de 60 minutos.

 

Em Pandemia, quatro grandes regiões da Terra são infectadas por doenças distintas: O jogo não esclarece, mas a iconografia utilizada nos leva a concluir que são causadas, nos Estados Unidos e a Europa, por uma superbactéria; o leste da Ásia e a Oceania por um tipo de Protozoário; a América Latina e o sul da África, e o Oriente Médio, norte da África e sudoeste da Ásia, por dois vírus fortíssimos. À princípio, cada doença está controlada em suas respectivas regiões, mas a depender dos surtos sucessivos de cada uma delas, elas podem enveredar pelas outras regiões do planeta.

 

Figura 2: O tabuleiro do jogo

 

A quantidade de informações que podem ser extraídas do jogo é imensa. A iniciar pelo próprio tabuleiro que traz, em sua região inferior central, as imagens de cada um dos micro-organismos causadores das doenças. Como já mencionamos acima, tratam-se de dois vírus (amarelo e preto), uma bactéria (azul) e um protozoário (vermelho). O professor pode dar uma aula inteira apenas com essas ilustrações, discutindo a forma de cada um deles, como eles agem, os métodos de combate, as principais doenças que cada tipo causa, a prevenção contra cada uma delas, etc.

 

Ainda, sobre o tabuleiro do jogo, é possível discutir noções de cartografia e a identificação das principais cidades do mundo. Dessa forma, professores e alunos podem através do jogo se familiarizar com conceitos como Oriente e Ocidente, latitude e longitude, orientação espacial e até fuso horário. Tudo isso porque o tabuleiro do Pandemia é uma belíssima representação cartográfica do mapa-múndi.

 

Uma parte em especial do tabuleiro merece destaque: a trilha de surtos. Esta área marca a quantidade de surtos existentes em uma partida e representa o temor e a apreensão das pessoas frente a falta de ação da equipe de controle de doenças. Se a referida trilha atingir o nível máximo os jogadores perdem a partida. Portanto, cuidar em manter a sociedade informada e tranquila faz parte do jogo para combater os surtos das doenças no jogo, bem como na vida real.

 

Outra informação interessante aqui é a forma como as doenças são facilmente disseminadas hoje em dia. Para isso, podemos sugerir que as linhas brancas que unem cada cidade no tabuleiro podem ser comparadas às rotas aéreas, através das quais, hospedeiros dessas doenças acabam levando-as para outras regiões e contribuindo para sua disseminação. Aqui, pode-se discutir como é difícil impedir que determinadas epidemias se alastrem, transformando-as em pandemias.

  

Figura 3: detalhe das “rotas aéreas” no tabuleiro.

 

Aliás, você sabe a diferença entre elas? Vamos fazer aqui um serviço de utilidade pública. A pandemia é uma epidemia que atinge grandes proporções, podendo se espalhar por vários continentes ou mesmo por todo o mundo. A epidemia ocorre quando uma doença é transmitida para outras regiões, como ocorreu com o Ebola recentemente, numa grande escala, ou a Epidemia de Dengue que ocorre anualmente no Brasil. Há ainda uma Endemia, quando determinada doença existe em uma determinada área, como o caso da Febre Amarela, na Amazônia.

 

Voltando ao jogo, os personagens vivenciados pelos jogadores têm uma função fundamental. Eles precisam obter quatro cartas da mesma cor para levá-las a um centro de pesquisa e, assim, descobrir a cura para aquela doença. Podemos considerar, nesse sentido, que essas cartas fazem o papel de amostras biológicas do referido micro-organismo, de modo que a quantidade mínima para que se possa analisá-lo em busca de uma vacina é de quatro amostras obtidas em locais diferentes (cada carta representa, também, uma localidade).

 

Figura 4: Algumas cartas de localidades

 

Entretanto, mesmo encontrando a cura, essa doença ainda continua surgindo no jogo, porém torna-se mais fácil tratá-la. Para que a doença seja totalmente erradicada, é necessário que não haja nenhuma cidade infectada com ela no tabuleiro. Porém, isso não é determinante para que a equipe ganhe o jogo. Basta, apenas, encontrar a cura para as quatro doenças.

 

Pandemia pode ser jogado em sala de aula, com os alunos trabalhando juntos no combate e controle de doenças. O professor pode propor pesquisas a partir de uma partida para que os alunos possam discutir e construir conhecimentos acerca dos tipos de doenças existentes no jogo. Ou seja, há alguma relação entre as regiões e os tipos de doenças no jogo? Ou foram escolhas ao acaso? Por exemplo, porque a bactéria está associada aos EUA e Europa enquanto os protozoários se difundem na Oceania e sudeste da Ásia? Quais as relações destas doenças com as paisagens geográficas? Como são os processos históricos e atuais de tratamento das principais doenças existentes no mundo?

 

Uma partida de Pandemia abre possibilidades reais de um trabalho interdisciplinar na escola. Encabeçada principalmente pelas disciplinas de Biologia e Geografia, pode trazer os professores de Português (sempre há a possibilidade da inserção de professores de língua portuguesa na produção de textos e narrativas a partir do uso de jogos), de História, de Física, entre outras disciplinas.

 

O jogo consegue retratar muito bem a forma como as doenças se espalham e os métodos para encontrarmos a cura para cada uma delas ou mesmo sua erradicação. Tudo isso ocorrendo no mapa-múndi e estabelecendo verossimilhança enorme com a vida real.

 

Pandemia está à venda nas principais lojas do ramo de jogos e tem valor acessível. Há, também, versões digitais do jogo para IOS ou Android.

 

Para conhecer mais sobre esse jogo, consulte a Ludopedia.

 

Voltar à página anterior. 

 

Fontes de figuras:

1- paladinsgames.com.br

2- expert.fnac.pt

4- tabulaquadrada.com.br